A segurança digital tornou-se uma das maiores preocupações de gestores de TI nos últimos anos. Além da necessidade de garantir uma infraestrutura de alta performance e disponibilidade, profissionais devem evitar que as informações fiquem expostas a terceiros e que malwares possam acessar ou modificar os sistemas internos, causando prejuízos aos negócios.

E, nesse cenário, duas ferramentas são consideradas básicas para proteger os dados de cada usuário: antivírus e firewall.

Saiba mais como cada uma delas é estruturada e a sua importância para a proteção das informações internas no nosso post! Boa leitura!

O que é um antivírus?

O antivírus é um sistema de segurança digital focado na detecção de ameaças digitais dentro de uma infraestrutura de TI. Ele monitora todas as ações do usuário (como programas e arquivos abertos) em busca de possíveis comportamentos suspeitos, arquivos infectados e tentativas de acesso a recursos incomuns.

Dessa forma, ele pode bloquear ameaças e impedir que o usuário seja vítima de ataques.

Um bom antivírus faz a proteção do usuário a partir de duas estratégias. Uma é a comparação dos arquivos, programas abertos e dados armazenados na memória RAM com uma base de dados atualizada constantemente em busca de possíveis indícios de código malicioso. A outra é uma análise constante dos dados de uso de sistemas em busca de possíveis comportamentos que indiquem tentativas de uso malicioso, o que facilita a identificação de malwares não identificados pelo mercado.

O que é um firewall?

O firewall é um sistema de segurança voltado para a análise da segurança de rede de um negócio. Ele monitora todas as conexões de rede existentes em busca de pacotes de dados que possam carregar qualquer tipo de código malicioso. Dessa forma, ele pode bloquear o acesso não autorizado a recursos internos e tentativas de roubo de dados.

Um bom firewall traz mais segurança para o uso de recursos de rede no ambiente corporativo. Ele impede que a infraestrutura seja acessada por terceiros e, ao mesmo tempo, consegue bloquear a conexão com páginas ou servidores que tenham códigos maliciosos e que sejam moldados para roubo de dados.

Como antivírus e firewall auxiliam o negócio a manter a sua infraestrutura protegida contra ameaças?

Ferramentas de segurança, como antivírus e firewall, são cruciais para que empresas possam proteger-se contra ameaças digitais. Elas permitem que o usuário possa utilizar os recursos tecnológicos disponíveis livre de malwares ou softwares voltados para o roubo de informações. E, da mesma forma, funcionam como um diferencial para o negócio.

Hoje, a criação de uma política de segurança digital é uma exigência básica para que qualquer empresa possa realizar negócios. Boas práticas para a proteção da infraestrutura impedem que o empreendimento tenha dados expostos a terceiros, além de evitar interrupções no atendimento a demandas de clientes e melhorar a confiabilidade da companhia.

Em outras palavras, investir em segurança digital torna a sua empresa mais competitiva e pronta para enfrentar os desafios do mercado.

Gostou do nosso post sobre antivírus e firewall? Quer receber outras dicas sobre tecnologia? Então assine já a nossa newsletter!