Atualmente, ter um plano de segurança digital é muito importante para gestores que se preocupam com a proteção da sua organização. A internet evoluiu e trouxe muitos problemas para as empresas, pois os ataques de hackers estão sendo aprimorados e causando muitos prejuízos, não só para grandes empresas, como também para as de pequeno e médio porte. 

Para ajudá-lo a lidar com essa questão, preparamos este post com 6 dicas fundamentais para criar um plano de segurança digital. Confira!

1. Planeje fatores de risco e dados que devem ser protegidos

É muito importante planejar fatores de risco e dados que devem ser protegidos para dificultar o trabalho de hackers e diminuir os prejuízos que eles podem causar para a sua empresa. 

Por exemplo, você pode marcar como um fator de risco a conexão à internet de aparelhos celulares de funcionários por meio da rede da empresa. Da mesma forma, você deve verificar quais dados devem ser protegidos, como as informações sobre estratégias de marketing e dados financeiros. Faça uma lista de todos os itens. 

2. Elabore normas e proibições

Assim como o planejamento é importante, elaborar normas e proibições também é essencial para criar um plano de segurança digital. Por exemplo, como dissemos que conectar celulares na rede da empresa é um dos possíveis fatores de risco, uma das normas será a proibição dessa prática. 

Desse modo, pegue a lista dos fatores de risco que você elaborou e estabeleça normas que os evitem e garantam a segurança digital da sua empresa. 

3. Defina quais softwares deverão ser utilizados

Um ponto para o qual poucas pessoas dão importância mas que pode trazer sérios danos para a segurança digital das empresas é não definir quais softwares deverão ser utilizados.

Alguns aplicativos são mais vulneráveis a vírus e devem ser evitados. Por isso, escolha softwares que contam com proteção antivírus.  

4. Busque a aprovação de líderes e gestores

Depois de elaborar o plano com as dicas acima, é hora de buscar a aprovação de líderes e gestores para que os seus objetivos possam ser concretizados. 

Nesse momento, procure ser o mais claro possível e apresente as informações com todos os detalhes para que os gestores confiem em você e em seu trabalho. 

5. Documente o plano

Com a aprovação dos líderes e gestores, é o momento de documentar o plano para que nenhuma informação se perca e todas as estratégias possam ser colocadas em prática. Tenha mais de uma cópia do documento para não correr o risco de perder o seu trabalho.  

6. Aplique treinamentos para conscientizar os colaboradores

Por fim, é fundamental que seja feita a aplicação de treinamentos para a conscientização dos colaboradores. Esse é o momento de informar os funcionários sobre as normas e proibições de segurança, garantindo que todos estejam cientes dos cuidados necessários. Você também pode optar por uma consultoria em TI para te ajudar nessa tarefa. 

Os passos que apresentamos aqui são fundamentais para criar um plano de segurança digital e proteção da sua empresa. É aconselhável que você tenha a ajuda de uma empresa especializada que promova as melhores soluções em segurança digital. 

Então, gostou do nosso texto? Assine agora mesmo a nossa newsletter e receba muitos conteúdos como este em sua caixa de entrada!